Início

Boas Festas

Webmail Área Reservada

Em equipa que ganha…

Eleições no MCP garantem continuidade e estabilidade

A resposta, forte e decidida, às exigências vividas nos últimos anos reforçou a confiança dos sócios do Moto Clube do Porto na equipa diretiva, reconduzindo a atual estrutura dos Corpos Sociais para mais um mandato. O resultado da Assembleia geral eleitoral foi inequívoco e a lista encabeçada por Rui Carvalho e Castro manter-se-á aos comandos do MCP durante o biénio 2023-24. Uma importante garantia da necessária continuidade, não só para recuperar cabalmente dos efeitos da pandemia como, não menos importante, enfrentar o anunciado período de crise.

O reforço do calendário de atividades – que será anunciado na próxima sexta-feira, dia 20, durante a Assembleia geral na sede do clube – é um dos trunfos para acrescida animação e movimentação dos sócios. Por outro lado, a prossecução de novos e arrojados projetos sem abalar a estabilidade financeira do MCP é outro dos objetivos da estrutura orgânica que tem a seguinte composição:

Mesa da Assembleia geral

Presidente: Paulo Ribeiro - sócio nº 26

Vice-presidente: José Fonseca - sócio nº 14

Secretário: Paulo Beigel - sócio nº 372

Conselho Fiscal

Presidente: Paulo Mendes - sócio nº 56

Vice-presidente: José Barros - sócio nº 76

Secretário: Manuel Tavares - sócio nº 217

Suplente: Luís Pires - sócio nº 151

Suplente: Germano Mateus - sócio nº 277

Direção

Presidente: Rui Carvalho e Castro - sócio nº 29

Vice-presidente: Sérgio Correia - sócio nº 72

Vice-presidente: Nuno Trêpa Leite - sócio nº 55

Vogal: Armando Moutinho - sócio nº 250

Vogal: Joaquim Alves - sócio nº 170

Ato eleitoral que decorreu durante a Assembleia geral onde foi ainda feito o balanço de atividades e financeiro de 2022, confirmando a recuperação após o longo período de paragem ditada pela pandemia. Sinais de retoma consubstanciados no incremento de atividades ao longo do ano e na acrescida presença de sócios nos mais diversos eventos. Evolução que deverá ser cimentada em 2023 e que teve, inclusive, um primeiro reflexo numa inesperada proposta. O sócio Hugues Kesteman, belga há muitos anos radicado em Portugal e com fortíssima ligação ao Moto Clube do Porto, disponibilizou-se para assegurar a abertura da sede nas noites de quarta-feira possibilitando assim uma maior proximidade entre todos os associados.