Se o destino for alcançável de moto
nós iremos lá!

Webmail Área Reservada

de Rio de Onor a Alfandega da Fé

em passeio intimista do MCP

Pois é…..

Em 2016, por esta altura, estávamos a aquecer os motores para viajar até às Astúrias! Este ano a preparação não deverá ser tão complexa pois vamos para mais perto, sem, no entanto, diminuir a qualidade do passeio!

Aquando da escolha da zona pesaram-se as mais diversas opções. Desde as zonas mais ao sul, no Alentejo, até às mais ao norte do País e até de Espanha. Mas ponderando sempre que para um passeio de dois dias é necessário ter atenção ao número de quilómetros, ou de horas, a realizar para chegar no local e regressar no dia seguinte. E fazer quilómetros sem outros atrativos não é interessante…

Assim Trás-os-Montes foi escolhido como o nosso destino.

Mesmo com um “À Descoberta” realizado há pouco tempo, foi possível descobrir percursos diferentes, no Parque Nacional de Montesinho como os da zona raiana, onde certamente iremos cumprir à risca os limites de velocidade, pois a apreciação das paisagens que encontraremos não se coaduna com grandes velocidades. Paisagens bonitas e estradas tranquilas, num passeio onde o mote será desfrutar o ambiente além do animado convívio, sempre sem pressas. Justificação para a mudança na designação “De Rio de Onor a Freixo de Espada à Cinta” para “De Rio de Onor a Alfândega da Fé” que os participantes entenderão no momento.

Dia 24 de Junho

No final da manhã do primeiro dia entraremos na fronteira portuguesa, via Gudiña (N525), apontados a Moimenta, por uma estrada onde não sabemos se estamos em Portugal ou em Espanha. Dúvida que poderá ser discutida em Parâmio onde a relevância desta questão será completamente esquecida perante um suculento ensopado de cordeiro, depois de arrumarmos as motas no parque em frente do restaurante “O Capelas”.

Mas o andamento tem que ser respeitado e depois de alguns quilómetros estaremos em Varge para aliviar as pernas e o estômago, por minutos. Depois de umas fotos, Rio de Honor será a próxima paragem, mais alargada que as anteriores, para se desfrutar de um local verdadeiramente único. Retomaremos a estrada, agora em direção de Guadramil para chegarmos a Bragança por estrada de bom piso que permitirá maior vivacidade à caravana.

Pelas 20 horas, no restaurante “O Poças”, a posta estará à nossa espera mas, desta vez, será de bacalhau… E para manter a linha sugere-se uma ida ao castelo, onde uma bebida pode ajudar à digestão.

Dia 25 Junho

Com a chegada do segundo dia, deixaremos para trás Montesinho e rumaremos a outro Parque Natural, do Douro Internacional. Com entrada na fronteira por Constantim, passando por Alcañices, encontraremos uma zona de horizontes planos com boas estradas e num instante estaremos em Miranda do Douro.

Para evitarmos a habitual confusão dominical, tomaremos a velha N 221, para passarmos a velocidade reduzida pelas belas aldeias existentes, começando por Duas Igrejas, para finalmente pararmos em Sendim para depois, sempre pela mesma N221, chegarmos a Mogadouro.

A estrada que passa no castelo é uma amostra das vias de comunicação de que as gentes da região ainda se servem para alcançarem os diversos povoados e que contrasta, depois de passarmos por Valverde e Meirinhos, com a nova IC5 que nos levará a Alfândega da Fé, para o almoço no “Garfo2”.

A opção que neste passeio se tomou, como se referiu, foi desenhar um trajeto, para dois dias, em que o tempo para o regresso não fosse preocupação ao almoço. Por isso se optou por não se seguir mais para sul, já que seriamos obrigados a rumar em sentido contrário, depois do almoço, acrescentando mais uma hora de caminho. E assim ficamos com a certeza de que esta será mais um passeio de beleza natural garantida, com estradas boas, andamento calmo e… boa comida!

Inscrições até dia 16 de Junho para :

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou 917535493

Passeio limitado a 40 participantes

Custo por pessoa de 65€, que inclui o alojamento em quarto duplo e as refeições.

Encontro na sede no dia 24 de manhã, pelas 8h, para a cafezada do costume e respectivo briefing.

Encontro alternativo na estação de combustível em Espanha, na saída 143 da autovia A-52. Estrada de saída é a A24 de Chaves/Verin…

Daqui em diante seguimos todos juntos!