Início

Se o destino for alcançável de moto
nós iremos lá!

Webmail Área Reservada

Clássicas em Passeio

05 Passeio de classicasAté o tempo ajudou...

No passado dia 6 as margens dos rios Douro e Tâmega, bem como as serras circundantes, foram o spot escolhido para o último Passeio das Clássicas de 2019.

Com partida “tardia” da sede do MCP (de modo a possibilitar a ida às urnas) os participantes fizeram-se à estrada pela marginal do Douro; as montadas, na sua maioria clássicas, percorreram calmamente as curvas da N108 possibilitando que os seus cavaleiros pudessem apreciar as paisagens soberbas que um magnífico dia de Outono proporcionavam. Após uma pausa para café e dois dedos de conversa no cais de Entre os Rios, foi tempo de mudar para o Tâmega que acompanhamos até ao Marco de Canaveses. Nesta altura já percorríamos uma das Rotas do Românico e aproveitamos a passagpassagemem em Vila Boa de Quires para visitar as Obras do Fidalgo, ou Casa do Fidalgo, fachada imponente da casa mandada construir por António de Vasconcelos Carvalho e Menezes em meados do Séc XVIII e nunca terminada, antes de seguir para Abragão.

Aí chegados foi tempo de aconchegar os estomagos com o Lombo e a Vitela, bem acompanhados pelos habituais “refrescos”, na Tasquinha da Avó.

Para o regresso esperavam-nos mais n curvinhas, novamente em direção a Várzea do Douro, rio que voltamos a acompanhar até à foz do Tâmega, onde nos embrenhamos pelo Parque das Serras do Porto, tendo passado na “Meca” do Enduro Extreme – Lagares – e na bem recuperada aldeia de Quintandona antes de terminar o passeio numa das muitas esplanadas do Douro.

Agora Passeios para Clássicas só em 2020, mas da mesma maneira que aceitamos motos recentes nestes passeios vocacionados para as “antiguinhas”, estas também são bem vindas nos outros passeios!