Início

Se o destino for alcançável de moto
nós iremos lá!

Webmail Área Reservada

Viagens dos Sócios...e suas penduras

A minha primeira viagem de moto como pendura

22 de outubro de 2021
Saímos de Quarteira, depois do almoço, com destino a Ronda. Depois de um ano de adiamentos, à custa da pandemia, lá decidimos fazer a minha primeira viagem de moto como pendura. 350 km a rolar, sem sobressaltos, chegando ao destino, ao finalzinho do dia, onde jantámos  e pernoitámos. No dia seguinte fizemos a passeata por Ronda, uma cidade bonita e cuidada. Seguimos para Graziela e Setenil de las Bodegas, “pueblos” ímpares, encaixados em imponentes serras, preservados, cheios de turistas! De Setenil rolamos para Marbella, descendo a serra pela estrada nacional A-397. Muitas curvas, que o João Murta teve o cuidado de fazer com muita segurança (tenho a certeza que nunca tinha feito o percurso tão devagar!). Acho que tinha medo de me perder como pendura e fez todos os esforços para não me desmotivar! Viagem muito agradável, paisagens de puro deleite, com cambiantes incríveis, construções em encostas de montanha que desafiam as leis da física e da natureza. Chegados a Marbella ao final do dia, num avançado mês de outubro com temperatura de final de verão, ficámos surpreendidos com a quantidade de turistas de várias nacionalidades que ocupavam as esplanadas, as ruas, as praças, as lojas que estavam abertas à noite. O serviço de restauração rápido e eficiente. Justificadissimo o porquê de Marbella ser um dos principais destinos turísticos da Europa. Nós até temos melhores praias e melhor comida, mas estamos a anos-luz de chegar aos calcanhares dos espanhóis! Eles sabem receber o turista, cativá-lo e fidelizá-lo. Não brincam em serviço!
No domingo de manhã, depois de um breve passeio pedonal pela cidade, fizemo-nos à estrada e regressámos a casa, aproveitando para desfrutar da paisagem, mais uma vez, pela mesma estrada de curvas, adorada por todos os motards, que encontrámos às dezenas! Claro que páramos para almoçar principescamente em Bollullos del Condado, na Bodega Roldan!
Desde tenra idade que sou fã das 2 rodas. Com ou sem motor. Que utilizo nas minhas deslocações diárias. Mas nunca me passou pela cabeça, aos 60 anos, iniciar-me, como pendura, em viagens de moto! Adorei! Venham mais!

Por Edite Machado

Bons Tempos! Boas Práticas

As saudades que tínhamos de nos equipar e juntar para ir apoiar as corridas de atletismo!...
A S. Silvestre do Porto é uma corrida emblemática e muito bonita, em pleno centro da cidade e normalmente de noite, o que lhe confere uma cor e emoção muito próprias.
Neste ano de “cancelamentos” e de “afastamentos”, a opção virtual surgiu como a melhor alternativa. E a Runporto organizou algumas das suas corridas habituais, neste novo formato, de forma inovadora e muito interessante…
O MCP quis aproveitar a ocasião e prestar homenagem aos atletas, aos organizadores, aos patrocinadores e a todos aqueles que nestas corridas são parte do encanto e da alegria que o desporto transmite.
De moto, protegidos, com a devida distancia de segurança entre todos, comparecemos na baixa do Porto para saudar todos os atletas que estivessem a participar neste evento virtual. E encontramos muitos… e até alguns da organização!
Percorremos o percurso na sua totalidade, em duas voltas de contemplação e saudade, e cumprimentamos todos aqueles com quem cruzamos que estavam a correr, participantes ou não da iniciativa da Runporto, mas todos eles desportistas e corajosos, e confiantes no futuro!
Foi uma alegria para nós e um enorme prazer poder estar novamente ao lado dos atletas, dos cidadãos. Queremos agradecer os sorrisos que recebemos e o carinho com que sempre nos respeitam.

O Moto Clube do Porto deseja a todos um óptimo ano de 2021

Os sócios do Moto Clube do Porto