Início

Se o destino for alcançável de moto
nós iremos lá!

Webmail Área Reservada

Regresso ao convívio à mesa com a ‘estrada’ nas conversas

MCP festeja 35 anos com medalhas, saudades e muita festa

Foram e continuam a ser tempos muito estranhos. Uma nuvem negra que teima em esconder o azul do céu, em não deixar passar os raios de um sol por que todos ansiamos. Os passeios, os convívios na sede, as viagens mais longas, todas as ações que o Moto Clube do Porto planeava para 2020 foram canceladas. Até o jantar do 34.º aniversário!

O ano de 2021 começou da mesma forma que acabou o anterior, envolto em incertezas e limitações, sem saber quando poderíamos regressar à estrada, voltar a estar juntos. A divertir-nos e gozar o prazer de andar de moto. Dúvidas que tornam desgastantes estes tempos, mas que não fizeram (nem fazem) esmorecer os sócios do MELHOR clube do Mundo.

Por eles e para eles, tudo foi feito para levar avante o Jantar de Aniversário, comemorativo dos 35 anos de vida do MCP. Com algumas restrições, é certo, com limitações que gostaríamos de nunca mais enfrentar, mas com uma alegria genuína. Rever amigos de longa data, poder abraçar com os olhos e ouvir as vozes sem ser pelo telemóvel ou por qualquer uma dessas ferramentas informáticas que tanto espaço ganharam durante a pandemia foi extremamente gratificante.

Para os mais de 80 sócios que marcaram presença no Restaurante San Gallo, em Canelas, foram momentos realmente únicos, na concretização de algo que, em ‘tempos normais’, seria quase banal. E dizemos quase porque um aniversário do MCP é tudo menos banal. É o revalidar de um compromisso para com o associativismo, com o prazer de andar de moto, de conviver e passear, de descobrir igrejas, castelos, paisagens ou, simplesmente, os grandes tesouros gastronómicos deste nosso Portugal.

Foi um momento especial para todos, é certo, mas sobretudo para os sócios que, em 2020 e 2021 completaram 10, 20 ou 30 anos de associados, recebendo as medalhas que refletem uma fidelidade e carinho únicos. Foram entregues em início de festa, ainda antes do jantar, e revelaram momentos de fortes emoções, de partilha e agradecimento ao clube, aos sócios, aos amigos. Momentos que abriram uma festa continuada à volta da mesa, com um muito agradável e bem servido jantar, recheado de animadas conversas, acompanhado por sorrisos de uma frescura capaz de saciar qualquer alma mais sequiosa, com gargalhadas bem passadas e, claro, os parabéns cantados pelo já famoso coro feminino do MCP.

Dúvidas houvesse sobre o entusiasmo tão especial que rodeou este Jantar de Aniversário e seriam facilmente estilhaçadas pelo entoar da música festiva. Que ficou a ecoar durante mais algum tempo e que só não se prolongou noite adentro porque as regras ainda ditam algumas cautelas, algumas limitações.

Mas ficou uma certeza! Nem o maldito vírus conseguiu abalar a solidez do Moto Clube do Porto, o entusiasmo dos sócios e a dedicação dos Corpos Sociais que, assim que possível, levarão à prática – que é como quem diz: à estrada! – muitos dos projetos elaborados em muitas reuniões, presenciais ou à distância, ao longo dos últimos meses. Afinal, o MCP está bem vivo e recomenda-se!