Se o destino for alcançável de moto
nós iremos lá!

Webmail Área Reservada

Pelas Motos nas Serras

Interdição das motos nas Serras do Porto a um passo de ser evitada

Pelas Motos nas SerrasReunião com Associação de Municípios Parque Serras do Porto mostrou bom senso mas a luta pelos nossos direitos ainda não terminou.

Uma comitiva de motociclistas, integrando os elementos do Moto Clube do Porto, Paulo Ribeiro e Fernando Ferreira, e do Extreme Clube Lagares, Paulo Moreira, bem como o presidente da Comissão de Trial em representação da Federação de Motociclismo de Portugal, Rui Carvalho e Castro, reuniu com o Conselho Executivo da Associação de Municípios Parque Serras do Porto para debater a Proposta de Regulamento de Gestão de Paisagem Protegida Regional do espaço que englobará serras daqueles três concelhos do distrito do Porto. Ponto prioritário desta reunião, foi alcançada a garantia de que o artigo que interdita, dentro dos limites do parque, qualquer atividade turística, desportiva ou de lazer com motos, será retirado do regulamento!

Na presença dos presidentes das Câmaras Municipais de Valongo, José Manuel Ribeiro; de Paredes, Celso Ferreira; e de Gondomar, Marco Martins, o encontro efetuado no edifício da Câmara Municipal de Valongo revelou-se bastante produtivo, com total concordância na defesa ambiental do território bem como enorme abertura para as necessidades dos utilizadores de motos de turismo em todo-o-terreno ou de enduro-lazer. Assim, ficou acordado com aqueles autarcas que será eliminada a interdição de atividades desportivas, turísticas ou de lazer em moto no Parque das Serras do Porto, tendo, por outro lado, os representantes do movimento “Pelas Motos na Serra” reiterado o apoio total e incondicional na elaboração de medidas regulamentares que melhor contribuam para a perfeita integração de todos os amantes da natureza neste projeto. Nomeadamente os motociclistas que buscam o contacto com a natureza através da prática do enduro.

Ficou ainda claro que os objetivos comuns partilhados no que diz respeito à proteção e conservação da fauna e flora locais, promovendo a defesa da biodiversidade na busca de um espaço que promova um usufruto sustentável, devem levar todos os motociclistas a comportamentos ambientais cuidadosos. Da mesma forma, deverão ser escrupulosamente respeitadas as regras que venham a ser implementadas através de legislação específica que, foi-nos dada essa garantia, será elaborada tendo em conta os desejos dos motociclistas e com o contributo de todos os que usufruem de forma conscienciosa das Serras de Santa Justa, Pias, Castiçal, Flores, Santa Iria e Banjas, na Área Metropolitana do Porto, bem como, de uma forma mais ampla, em todo o País.
Primeiro passo de um processo que está muito longe de terminado, exigindo perseverança para demover aqueles responsáveis de uma proibição que contraria o espírito de liberdade responsável dos motociclistas e dos enduristas em particular. Por isso é importante continuar com ações se sensibilização, nomeadamente através do preenchimento e envio dos formulários disponibilizados no site do Moto Clube do Porto, descarregando os documentos e seguindo todas as instruções.

Documentos para descarga aqui