Faixa publicitária

Piratas à solta

Passeio de Moliceiro na Murtosa MCP Antero 2016MCP/Antero navegaram na Murtosa

Com uma jornada completamente ao ar livre, dedicada à comunhão com a Natureza, o Passeio de Moliceiro na Murtosa MCP/Antero cativou 57 pessoas, que em 35 motos (e nenhum carro o que é sempre uma lufada de ar fresco) não tiveram receio às negras previsões metereológicas e foram recompensadas com um dia muito agradável, de boa temperatura e seco.

O grupo, que até poderemos considerar pequeno dada a afluência de participantes dos últimos tempos, extremamente sorridente, pontual e disciplinado, teve direito a brieefing no recato e conforto do interior do novo stand Antero, enorme e convidativo.

E ao minuto arrancou pelas estradecas de Espinho e Esmoriz, começando o verdadeiro passeio na “florestal” para o Furadouro, começando a respirar a Ria a caminho de S. Jacinto.

Aí, na Reserva Natural das Dunas de S. Jacinto, a Dra Angelina Barbosa, surpreendeu a comitiva com a genica quase militar com que deu a primeira apresentação e nos guiou pela vegetação da reserva.

Confessamos que ninguém ia a contar. Foram 5 quilómetros em passo rápido, com algumas paragens para explicações aos motociclistas, atentos e ferrados por mosquitos das zonas mais pantanosas. Ninguém morreu. Bem pelo contrário. Esta malta está a ficar rija e com hábitos saudáveis.

A reserva continua no bom caminho, a resisitir às acácias, com os samoucos, carvalhos, medronheiros e herbáceas a conquistar terreno. Mas ainda tem muita acácia para arrancar…

Comida à lavrador, convívio à motociclista

A visita que duraria uma hora foi duplicada!

Ala que se faz tarde para o almoço, no Bunheiro. Obrigado, Dra Angelina, mas temos de nos sentar à mesa, que a maré para os barcos não espera.

Devido ao tempo tremido, a mesa não foi posta na bonita Casa-Museu Custódio Prato mas sim no salão de festas. Oooohhh…

Mas a comida estava boa e farta, servida pelas simpáticas voluntárias do Rancho dos Camponeses da Beira Rio. Muito obrigado, agradecimento que se estende à Câmara Municipal da Murtosa pelo apoio e programação do evento.

Com discurso simpático do vereador Daniel Bastos, o almoço decorreu com muito boa disposição, partilhada com os 8 elementos do passeio de Trails do MCP que vieram para as mesmas bandas.

Navegar é preciso

Dentro do horário, lá fomos então para os moliceiros, pelas sempre fantásticas estradas da Béstida e Pardelhas. Até o Sr. Manuel da Tasca O Farol nos acenou. Na Murtosa estamos em casa.

Os barqueiros viram-nos chegar ao cais do Bico, onde as 35 motos alinharam perfeitamente e ligaram motores.

Definida a rota com os barqueiros, os marinheiros de água doce repartiram-se pela frota de 4 barcos, levantou-se âncora e fizemo-nos ás águas calmas da Ria. Fomos dar a volta à Gramata que era o que a maré permitia. Foram 80 minutos de sossego, convívio, divertimento e muitas, muitas fotos pelos canais, ilhotas e águas largas deste tão especial território do nosso país.

As fotos não estão editadas mas mostram muito da tranquilidade e beleza deste fim de tarde, de céu sombrio mas sem vento.

Foi o ponto alto do evento, a escutar as estórias dos barqueiros, veteranos e sabedores.

Já atracados, num ambiente de embarcações tradicionais, a Antero sorteou 10 brindes, com blusões, t-shirts e até equipamento para… a praia! Muito bom.

Já de improviso, o regresso trouxe a caravana de novo pelas mais lentas e bonitas estradas da Ria.

Obrigado a todos!

O MC Porto volta à estrada no fim de junho, rumo às montanhas das Astúrias, num passeio já esgotado.

Copyright © 2017 Moto Clube do Porto. Todos os direitos reservados.
Rua Aurélia de Sousa, 71 • 4000-099 Porto • NIF: 501 831 614 • Tlmv: 93 483 31 37